quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

UM POEMA DE CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE PARA VALORIZAR O PATRIMÔNIO


Amar o perdido
deixa confundido
este coração.

Nada pode o olvido
contra o sem sentido
apelo do Não.

As coisas tangíveis
tornam-se insensíveis
à palma da mão.

Mas as coisas findas,
muito mais que lindas
estas ficarão.
(Carlos Drummond de Andrade)

Um comentário:

Natureza e Paz disse...

Oi!
Aproveitando este momento de harmonia com as coisas que findarão, gostaria de desejar a todos um Natal bem feliz e um ano de 2010 repleto de realizações de sucesso, saúde e paz.
E que o bom Deus continue a iluminar os nossos caminhos.
Um forte abraço.
Carlos